Detentos ameaçam diretor Caicoense e provocam motim em presídio da capital


Insatisfeitos com o rigor das revistas neste período de fim de ano, detentos do Presídio Provisório Professor Raimundo Nonato Fernandes, localizada na Zona Norte de Natal, se amotinaram durante o final da tarde e início da noite desta terça-feira (30). O diretor da unidade foi ameaçado, cadeados quebradas e grades de celas arrancadas das paredes. Segundo a coordenadora da Administração Penitenciária do Rio Grande do Norte, Dinorá Simas, ainda não foi possível calcular o prejuízo causado com a destruição. Já na madrugada desta quarta-feira (31), trinta presos foram transferidos 

“Um preso foi pego fumando maconha e houve uma revista. Contrariados com o rigos da fiscalização, causaram esse motim. Alguns, inclusive, fizeram ameaças de morte ao diretor da unidade”, explicou a coordenadora.

Ainda de acordo com Dinorá, quinze internos foram transferidos para a Penitenciária Estadual de Alcaçuz, e outros quinze detentos levados para o Presídio Rogério Coutinho Madruga, ambos em Nísia Floresta, na região Metropolitana da capital.

“Todos vão responder por tentativa de fuga e dano ao patrimônio público. Dentre eles, conseguimos identificar três presos que também irão responder pelas ameaças que fizeram ao diretor”, acrescentou Dinorá. O Presídio Provisório Professor Raimundo Nonato Fernandes tem atualmente 400 presos divididos em dois pavilhões.

Fonte: G1-RN

0 comentários: