Dono de posto e assaltante morrem em troca de tiros na Paraíba

Dois homens morreram após uma troca de tiros em frente à agência do Banco do Brasil no bairro do Bessa, em João Pessoa, na tarde desta segunda-feira (11). De acordo com informações da Polícia Militar, um deles era o dono da rede de postos de combustíveis Expressão, Marcone José Ferreira de Morais. O outro, o assaltante, ainda não foi identidicado.

Segundo o capitão Antônio Souza Santos, que atendeu a ocorrência, o empresário estava na área de autoatendimento quando os suspeitos anunciaram o assalto. "Ele estava chegando à porta giratória do banco quando os suspeitos, que acreditamos que eram quatro, anunciaram o assalto. Foi quando, possivelmente, o empresário reagiu, houve uma troca de tiros e um dos suspeitos foi atingido na cabeça, e o empresário foi atingido no tórax", afirmou.

Outro policial, o sargento Lívio, explicou que Marcone Ferreira tinha ido à agência para fazer um depósito. Com a troca de tiros, um dos suspeitos morreu no local, enquando que o empresário foi socorrido para o Hospital de Trauma Senador Humberto Lucena. Ele foi levado para a instituição de saúde em estado grave, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu na unidade. Os outros três suspeitos, após a ação mal sucedida, fugiram e capotaram o carro no caminho. Eles então roubaram outro veículo. 
 
A Polícia Militar informou que está realizando diligências para tentar encontrar o grupo, mas ninguém havia sido predo até as 17h.Marcone Morais foi uma das testemunhas chaves na operação 274, desencadeada pela Polícia Federal em 2007. Na época, com o apoio dos ministérios públicos da Paraíba e Federal, a PF desarticulou um complexo esquema de alinhamento de preços criado pelo cartel dos combustíveis. Foram cumpridos 48 mandados de prisão e de busca e apreensão contra donos de postos e distribuidoras de combustível. Dezesseis acusados foram detidos em João Pessoa e no Recife.

Jornal da Paraíba

0 comentários: