"Eu só me defendi para não morrer", diz suspeita de matar companheiro em Natal

A polícia ouviu na manhã desta terça-feira (30), a dona de casa Marta da Silva principal suspeita de matar o companheiro Marcos Vitorino da Silva, de 39 anos na madrugada de última sexta-feira, dentro de uma residência, no bairro Cidade Nova.

Antes de prestar depoimento a equipe da DHPP (Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa), Marta conversou com a reportagem do PortalBO e se defendeu informando que de fato usou uma lâmina de vidro para ferir o companheiro, mas a intenção não era matá-lo.

"A gente sempre brigou, mas nunca foi tão grave como aquela noite. Ele tinha bebido e usado crack, parecia enlouquecido e muito violento, foi quando eu jâ estava deitada e senti que ele me furou com algo e depois passou a me ferir mais vezes. Diante da certeza que ele iria me matar eu também me armei com uma das lâminas do vidro quebrado do armário e o atingi. Eu só me defendi para não morrer, jamais mataria meu companheiro", disse.

Marta não fugiu do local do crime, foi socorrida e depois voltou para casa onde já se encontrava a polícia. A delegada de plantão ouviu a suspeita de forma preliminar e agendou para esta terça um novo depoimento. Ela poderá responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Fonte: Portal BO

0 comentários: