'Missão cumprida', diz comandante de ação militar para conter ataques no RN


"A missão dada foi excelentemente cumprida. Chegamos ao Rio Grande do Norte em uma situação de conflito, com ataques criminosos, danos a patrimônio, insegurança. Vamos deixar o Estado com a paz restabelecida, com tudo dentro da normalidade". A avaliação é do general de Brigada Jayme Otávio Queiroz, comandante da Operação Potiguar. A ação, que foi iniciada no dia 4 passado e que conta com 1200 homens do Exército, da Marinha e da Aeronáutica, será encerrada na noite desta terça-feira (23). Os militares regressam para os seus batalhões de origem na manhã da quarta (24).

O general Jayme disse que todo o planejado para a ação dos militares foi executado. "Nossa missão é cuidar das principais vias, pontos turíticos, corredores bancários e aeroporto. Segundo dados dos órgãos de segurança, além de termos a paz restabelecida, houve uma reução nos registros de ocorrências policiais nesses pontos. Ou seja, nossa presença inibiu a ação do crime organizado", falou. Os militares da Operação Potiguar são provenientes de batalhões do Exército Brasileiro, da Marinha do Brasil e da Força Aérea Brasileira dos Estados de Pernambuco e da Paraíba, além do interior do Rio Grande do Norte.

Para o general Jayme, como a situação de normalidade voltou ao RN, não haveria mais necessidade de ser prorrogada a permanência dos militares nas ruas das cidades da Grande Natal. "Caso os ataques voltem a ser registrados, o governador do Rio Grande do Norte deverá refazer o pedido à Presidência da República para que as Forças Armas ou até mesmo a Força Nacional auxiliem as polícias locais. As pessoas voltaram a trabalhar, a ir para as escolas, à praia com tranquilidade. A partir de agora, as políciais estaduais têm plenas condições de garantir a segurança da população".

Na manhã desta segunda (22), em reunião com o Exército, o governador Robinson Faria agradeceu o apoio dos militares na ação para restabelecer a segurança no Rio Grande do Norte e ressaltou que “a atuação das Forças Armadas foi fundamental, dando uma resposta rápida e eficiente no combate à insegurança”, disse, ressaltando ainda o esforço contínuo das forças policiais do RN, em conjunto com o Exército. Na semana passada, Robinson pediu ao Governo Federal que homens da Força Nacional venham para o Estado para evitar novos ataques enquanto seja executado o plano de instalação de bloqueadores de celular nos maiores presídios do Estado.

Fonte: G1/RN

0 comentários: