Governo revisa de 27 para 26 número de mortos na chacina em Alcaçuz

O Governo do Rio Grande do Norte, reduziu de 27 para 26 a contagem de apenados assassinados na rebelião que aconteceu neste fim de semana na Penitneciária Estadual de Alcaçuz. Os corpos das vítimas foram retirados dos pavilhões da unidade prisional, em Nísia Floresta e chegaram no fim da tarde ao Intituto Ténico de Polícia (Itep).

A quantidade de 27 presos foi divulgada por volta das 17h20 deste domingo (15). No início da coletiva de imprensa concedida pela cúpula da Segurança, no início da noite, o número oficial foi reduzido a 26. Um corpo havia sido contado duas vezes.

Nove detentos foram feridos por tiros e sofreram fraturas expostas. Eles foram encaminhados para atendimento no Hospital Walfredo Gurgel. O Itep fez a perícia durante a tarde deste domingo (15) e os presos ajudaram na retirada dos corpos dos pavilhões. As identificações só começará nesta segunda (16).

Todas as vítimas foram decapitadas. Dois corpos foram carbonizados pelos detentos. A suspeita é de que os crimes ocorreram em decorrência da guerra entre facções rivais. A Polícia Civil vai montar uma força tarefa para investigação do caso.

0 comentários: