Fraudes em concursos ‘beneficiaram’ 200 pessoas na PB com giro de R$ 18 mi no NE

Dezenove pessoas presas, 60 concursos fraudados, 12 anos de atuação criminosa em todo o Nordeste e R$ 18 milhões movimentados. Os números exorbitantes revelam a sofisticação da quadrilha desarticulada pela Delegacia de Defraudações e Fraudes da Polícia Civil (DDF), no último fim de semana, através da ‘Operação Gabarito’, que durou três meses com investigações. Os suspeitos auxiliavam os concurseiros através de um aprimorado sistema de pontos eletrônicos e, para isso, cobravam valores altíssimos.

Na manhã desse domingo (8), denúncias relacionadas a um concurso do Ministério Público do Rio Grande do Norte fizeram a Polícia Civil chegar aos primeiros integrantes da quadrilha. Um grupo de 10 pessoas foi detido em um condomínio de luxo no bairro do Cabo Branco, em João Pessoa, apontado como ‘QG’ dos criminosos. Na residência, ainda foram apreendidos sete carros pertencentes ao grupo e mais diversos objetos utilizados nos golpes, como pontos eletrônicos, baterias, provas de concurso e cartões de crédito. Ainda, na cidade de Natal (RN), outras cinco pessoas foram presas com suspeita de participação nas fraudes.

Além dos dois grupos, mais quatro pessoas foram presas, sendo uma em João Pessoa (PB) e três em Natal (RN). Dentre os detidos, estão servidores públicos favorecidos pelo esquema, candidatos à vagas que estavam em processo de seleção, além de professores responsáveis por repassar as respostas aos alunos.

Portal Correio
 

0 comentários: