Em meio a crise, Judas Tadeu pede licença e Leonardo Arruda deixa o ABC


Vivendo uma das maiores crises administrativas de toda sua história, o ABC Futebol Clube confirmou nesta quinta-feira, 26, drásticas mudanças no seu corpo diretivo. O presidente Judas Tadeu Gurgel, eleito para o cargo em dezembro de 2015 e o exercendo desde janeiro de 2016, pediu licença da presidência e, em decorrência disso, o vice-presidente de futebol Leonardo Arruda também deixou o seu cargo.

As decisões foram tomadas durante longa reunião que ocorreu na tarde desta quinta-feira, 26, em um hotel da capital potiguar e envolveu membros da diretoria e do Conselho Deliberativo. Diante disso, o nome que assumirá a principal cadeira do Alvinegro será o atual vice-presidente de finanças Paulo Tarcísio, dirigente mais antigo do clube, enquanto o ex-presidente Ruy Barbosa fica com a VP de futebol.

A informação da saída de Judas Tadeu e de Leonardo Arruda foi confirmada ao Portal Agora RN / Agora Jornal pelo próprio Arruda. “Fui comunicado hoje a tarde do licenciamento do presidente e achei natural me desligar da minha função uma vez que cheguei até ela através dele”, declarou o agora ex-dirigente abecedista.

Nesta quinta-feira, o elenco do ABC está completando quatro dias de greve em decorrência dos salários atrasados, que perduram desde o mês de junho em alguns casos específicos. Além dos salários propriamente ditos, eles também cobram os repasses relativos aos direitos de imagem, previdência social e auxílio-moradia, bem como das premiações do Estadual e da Copa do Brasil de 2017, também atrasadas.

0 comentários: