Geraldo quer lei para proteger policiais e assegurar direito de agir contra os bandidos

Candidato ao Senado da República, Geraldo Melo (PSDB) está defendendo um conjunto de ideias para a segurança pública e voltou a sustentar alterações na legislação brasileira, em entrevista concedida em programa de rádio. Geraldo afirma que a lei não pode impedir o policial de salvar sua própria vida. “A lei tem que proteger e não ameaçar os policiais. Policial tem que estar protegido para poder atirar no bandido antes que o bandido atire nele”, defendeu Geraldo.

 O ex-governador e ex-senador sustentou a ideia que a atual legislação desprotege aos policias, à medida que permite apenas o revide a tiros durante um confronto.

Da forma como está a legislação hoje, o policial está sujeito a sérias consequências administrativas e judiciais, caso alcance o bandido. “Há uma alteração que está sendo discutida, que tem a ver com a seguinte situação: vocês devem ter visto um vídeo que rodou na internet e mostrava uma Procuradora enquadrando um policial. Ela dizia ao policial que ele não estava autorizado a atirar em ninguém, só se alguém atirar antes é permitido revidar. É uma piada. Pois se alguém atira, você só pode revidar caso não tenha morrido, se ainda estiver vivo. Então o ingresso da carreira de um policial é um convite a uma carreira suicida. Eu acho que essa regra da lei precisa ser mexida”, defende Geraldo.

0 comentários: