Médicos começam a voltar para Cuba após rompimento com o Brasil


Os médicos foram recebidos por representantes de instituições cubanas no aeroporto (Foto: Marcelino Vazquez Hernandez/ACN)Os profissionais cubanos do programa Mais Médicos já começaram a voltar a Cuba, anunciou nesta quinta-feira, 15, a Agência Cubana de Notícias (ACN). 

O retorno acontece após o governo cubano romper com o Brasil. O rompimento aconteceu, segundo Havana, devido a declarações "ameaçadoras e depreciativas" do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) sobre os profissionais e o programa.

A ACN divulgou que 196 médicos voltaram ao País "contentes por terem cumprido totalmente a missão internacional no Brasil, mas também preocupados com o destino que aguarda este povo com o novo presidente eleito". Os médicos, ainda conforme a ACN, estavam há três anos no Brasil. Eles foram recebidos no Aeroporto Internacional José Martí por representantes de várias instituições cubanas.

Uma das médicas entrevistadas pela ACN, Marianela Leyva Rodríguez, que estava na Bahia, disse que foi correta a medida adotada pelo governo cubano "pois não podemos negociar nossos princípios", mas se mostrou triste por deixar para trás a comunidade que atendia. Ela afirmou que era a única profissional médica que acompanhava os moradores.

Fonte: O Povo Online

0 comentários: