Pendências e Água Nova, no RN, elegem novos prefeitos; veja resultados


Os eleitores de Pendências e Água Nova, embos municípios do Rio Grande do Norte, foram às urnas neste domingo (25) escolher os novos prefeitos das cidades, em eleição suplementar que aconteceu após a cassação das chapas vencedoras em 2016.

Em Água Nova, o prefeito eleito foi Francisco Ronaldo de Souza (DEM) com 1.204 votos, ou 52,42% dos votos válidos. O outro candidato, Francisco Fábio de Araújo(MDB) obteve 1.093, 47.58% dos votos válidos. A abstenção foi de 8.01% Já em Pendências o prefeito eleito foi Flaudivan Martins Cabral (MDB). Ele obteve 4.383 votos, 50.14% dos votos válidos. Gustavo Adolfho dos Santos Queiroz (PSD), que ficou em segundo lugar, obteve 4.123 votos (46.08%) e Maria Zilda da Costa Silva (PRB) contou com 236 votos, 2.64% dos válidos. A abstenção em Pendências foi de 12,58%.

De acordo com informações da Secretaria de Tecnologia da Informação do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN), nenhuma ocorrência foi registrada nas eleições nos dois municípios. As eleições suplementares em Pendências foram realizadas em virtude da cassação e perda de mandato de Fernando Antônio Bezerra de Medeiros e José Maria Alves Bezerra, respectivamente, prefeito e vice-prefeito da cidade.

De acordo com o TRE, as cassações ocorreram por abuso de poder econômico e político, além da prática de captação ilícita de sufrágio (compra de votos), em julgamento realizado no dia 19 de julho deste ano, sob relatoria do juiz André Luís de Medeiros Pereira. Com a decisão, os políticos foram afastados dos cargos e o presidente da Câmara de Vereadores, Flaudivan Martins, assumiu interinamente a prefeitura de Pendências.

Em Água Nova, a eleição suplementar foi motivada pela cassação e perda de mandato da prefeita Iomária Carvalho, e seu vice, Elias Raimundo, por abuso de poder político e econômico, bem como por compra de votos nas Eleições de 2016. O município de Água Nova pertence à 65ª zona eleitoral e possui 2.551 eleitores.

Fonte: G1/RN

0 comentários: