Petrobras vai reduzir nesta terça preço da gasolina nas refinarias outra vez


Nesta terça-feira, dia 13, a Petrobras vai promover mais um corte no preço da gasolina vendida nas refinarias. O custo do litro vai baixar de R$ 1,6734 para R$ 1,6616 — uma redução de 0,70%. Este novo recuo seguirá a tendência de diminuição de preços registrada desde 25 de setembro, quando o preço do litro nas refinarias baixou de R$ 2,2514 para R$ 2,2381 (corte de 0,59%). De lá para cá, foram sucessivas reduções, acumulando uma queda de 26,19% (até 13 de novembro).

Considerando somente o mês de novembro, a redução do custo do litro nas refinarias chega a 10,8%. No cenário externo, o preço do barril do petróleo também está em queda (US$ 70). O preço do óleo diesel permanecerá inalterado (R$ 2,1228), segundo informações do site da Petrobras. A gasolina e o diesel vendidos nas refinarias às distribuidoras são diferentes dos produtos à venda nos postos de combustíveis. São os combustíveis tipo A, ou seja, gasolina antes de sua combinação com o etanol, e diesel sem adição de biodiesel.

Repasse ao consumidor

O repasse ou não da queda de preço nas refinarias aos postos de combustíveis depende dos outros elos da cadeia, incluindo distribuidoras e revendedoras, bem como tributos incidentes sobre o produto e a mistura obrigatória de etanol anidro (de 27%). Os tributos que incidem sobre os combustíveis são: Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS, estadual), Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide, federal), Programa de Integração Social / Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS/Pasep, federal) e Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (CSLL, federal).

Composição de preços segundo a ANP, média do Brasil

Preço do produtor de gasolina comum (A) – R$ 1,62 (34,6%)
Preço do etanol anidro – R$ 0,51 (10,8%)
Tributos federais (PIS/Pasep, Cofins e Cide) – R$ 0,69 (14,6%)
Tributo estadual (ICMS) – R$ 1,26 (26,8%)
Margem bruta de distribuição + custo de transporte – R$ 0,19 (4,1%)
Margem bruta de revenda – R$ 0,43 (9,1%)
Preço ao consumidor – R$ 4,70
Composição de preços segundo a ANP, média do Sudeste
Preço do produtor de gasolina comum (A) – R$ 1,70 (36,1%)
Preço do etanol anidro – R$ 0,50 (10,6%)
Tributos federais (PIS/Pasep, Cofins e Cide) – R$ 0,69 (14,6%)
Tributo estadual (ICMS) – R$ 1,26 (26,8%)
Margem bruta de distribuição + custo de transporte – R$ 0,15 (3,1%)
Margem bruta de revenda – R$ 0,41 (8,7%)
Preço ao consumidor – R$ 4,69

Fonte : Dados de setembro, da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP)

O Globo

0 comentários: