Servidores de Jucurutu entram em greve devido suspensão do plano de cargos


Os servidores públicos municipais de Jucurutu (RN) deflagraram greve nesta sexta-feira (16). A decisão foi tomada em assembleia da categoria realizada na última segunda (12). Os trabalhadores reivindicam a manutenção do Plano de Cargos, Carreiras e Salários, condições de trabalho, o pagamento reajustado do PMAQ aos agentes de saúde e servidores (de acordo com o 3º ciclo), a realização de exames rotineiros para os agentes, revisão das Gratificações por Titulação e a não redução de salários.

De acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Jucurutu (SINDJUC/RN), a pauta reflete os anseios de todo o funcionalismo, principalmente os dois primeiros pontos, que ganharam maior ênfase durante o movimento. 

Prefeito fecha as portas para servidores

Os servidores e as entidades sindicais, entre elas o SINDAS/RN e o SINDSAÚDE, que também participam da luta, esperavam ser recebidos pelo prefeito Valdir Medeiros na segunda (12), mas encontraram as portas do Gabinete fechadas. O comunicado do cancelamento chegou no domingo (11) à noite, véspera da reunião, sem qualquer explicação sobre o motivo da suspensão do encontro.

Nesta segunda-feira (19), os trabalhadores realizam o primeiro ato oficial da greve geral, com concentração marcada para às 7h30, na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais da cidade. Na ocasião, os servidores da prefeitura farão o enterro simbólico da Lei do Plano de Cargos, Carreiras e Salários do município de Jucurutu. 

"De luto estamos pela morte do PCCS dos servidores de Jucurutu - Plano de Cargos que tão curta vida teve e que sua partida deixará um vazio nos bolsos dos servidores... Lamentamos a sua partida, ainda mais pela forma que se deu: 'morte decretada', a qual ainda fere a Constituição Federal e o Regime Jurídico Únicos dos Servidores", ironiza a direção do SINDJUC em comunicado da entidade. 

Veja a nota do Sindicato dos Servidores Municipais de Jucurutu (SINDJUC) 

Quando os diretos dos servidores conseguidos por meio de Leis Municipais e de muita luta são retirados de maneira arbitrária, quando os servidores tentam de todas as maneiras terem diálogo com o gestor municipal e o mesmo não estabelece conversação com a categoria, não existe outra forma dos servidores agirem via sindicato senão por meio da GREVE. Não importa se sexta-feira o atual gestor decretou ponto facultativo, o que importa é que dia 16 de Novembro de 2018 será o primeiro dia de Greve dos Servidores Municipais. A população de Jucurutu é testemunha de que os servidores municipais buscaram de todas as formas dialogar com o atual gestor, mas infelizmente ele "fechou as portas do Gabinete" para os servidores.

Servidores Municipais de JUCURUTU/RN, essa luta é de todos vocês! 

A união é importante nesse momento de RETIRADA de DIREITOS!

Fonte;: CONFETAN

0 comentários: