Em 5 anos, RN perde mais de 20 mil postos de trabalho na construção civil


Há 5 anos, o Rio Grande do Norte contabilizava 42 mil trabalhadores com carteira assinada na construção civil. Hoje, existe pouco mais de 22 mil postos de trabalho no setor. Fazendo uma analogia com a indústria automobilística, é como se fechassem duas fábricas do tamanho da FORD da Bahia nos últimos 5 anos.

A informação foi divulgada pelo empresário Sílvio Bezerra, presidente do Sindicato da Construção Civil no RN (Sinduscon), em artigo publicado na Tribuna do Norte deste domingo (24). 

"Estou certo que a iniciativa privada tem um papel fundamental no crescimento da nossa economia, uma vez que os recursos públicos estão cada vez mais escassos. Somente a construção civil tem a capacidade de gerar milhares de empregos e impostos rapidamente", disse o empresário.

0 comentários: