Fiscalizações fecham 18 academias irregulares em três meses no RN


O Conselho Regional de Educação Física fechou 18 academias durante fiscalizações feitas pela equipe da entidade no primeiro trimestre de 2019, no Rio Grande do Norte. Seis estabelecimentos foram autorizados a voltar às atividades, depois que regularizaram suas situações. As outras doze academias foram fechadas definitivamente e não podem receber alunos, de acordo com o órgão.

De janeiro a março, os fiscais passaram por mais de 360 locais onde são oferecidos serviços de atividade física ou desportiva, como academias, escolas, clubes e condomínios, em 45 cidades potiguares. Desse total, 109 academias de ginástica tinham algum tipo de irregularidade, como a falta de profissionais de Educação Física, débitos ou estrutura inadequada. Ela representam 30% do total de estabelecimentos fiscalizados.

Para funcionar de forma regular, a academia e qualquer lugar que ofereça o serviço de atividade física, precisa ser devidamente registrado no Conselho Regional de Educação Física, ter autorização de órgãos reguladores como Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros e apresentar o quadro de profissionais de Educação Física habilitados para exercer a função de prescrição e acompanhamento dos exercícios.

Entre janeiro e março, o Conselho apurou 51 denúncias de irregularidades em academias ou no exercício do trabalho de Profissional de Educação Física.

Fonte: G1/RN

0 comentários: