Governo visita cidades do interior para mobilizar sociedade a debater PPA


O Governo do RN inicia nesta terça-feira (7) uma excursão por nove cidades do interior potiguar, além da capital, para mobilizar entidades e sociedade civil de cada região a participarem da elaboração do Plano Plurianual do Estado 2020-2023, que estabelece diretrizes, objetivos e metas para a gestão do poder público no período de quatro anos. O Governo tem até 31 de agosto para construir esse Plano e entregar à apreciação na Assembleia Legislativa. A pasta do Planejamento e das Finanças (Seplan) e a secretaria de Gestão de Projetos e Relações Institucionais (Segai) coordenarão a elaboração do PPA.

A primeira cidade do roteiro é Pau dos Ferros. A reunião acontecerá às 9h na UERN, com presença de gestores de vários órgãos do Governo do Estado para tirar dúvidas e ouvir demandas de representantes de entidades e da sociedade civil pauferrense e de municípios da região. “O objetivo dessas reuniões é sensibilizar esses líderes sociais a conclamem suas categorias de classe a participarem da elaboração do Plano junto com o Governo”, explicou o secretário adjunto da Seplan e um dos coordenadores do PPA, George Câmara.

Ainda na terça-feira, à tarde, a comitiva formada por George Câmara, Américo Maia, coordenador da Seplan, e Eudes Cabral, assessor técnico do Governo Cidadão estarão reunidos no Sindicato Rural de Apodi. A programação segue com visitas a Mossoró e Lajes (quarta, dia 8), São Paulo do Potengi e João Câmara (quinta, dia 9), Caicó e Santa Cruz (terça, dia 14), Canguaretama e Natal (quarta, dia 15). Entidades, representações sociais e gestores que quiserem mais detalhes dessas reuniões, podem ligar para 9.99299764 (George Câmara) ou 9.96615465 (Américo Maia), ou enviar e-mail para coplacseplan@gmail.com

As prioridades definidas pelos gestores municipais servirão de norte para a elaboração do PPA. Essas propostas serão analisadas sob o ponto de vista estratégico, de alinhamento com as diretrizes da política de governo, e financeiro, sob a viabilidade de execução. Além de ouvir in loco a população de cada região, a Seplan também irá, durante o processo, abrir uma consulta online em portais do Governo para que o cidadão escolha a ação prioritária para sua região, entre uma série de sugestões colocadas.

0 comentários: