Prefeito entrega décima rua drenada e pavimenta no loteamento Nordelândia


Seguindo o cronograma de entregar duas obras por semana, a Prefeitura do Natal realizou a conclusão de drenagem e pavimentação da décima rua do loteamento Nordelândia, no bairro Lagoa Azul. Com esta entrega, resta apenas uma rua para a conclusão total do loteamento. Com investimento de R$ 800 mil, a Rua Serafim Pinheiro de Souza, de 376 metros, teve drenagem, pavimentação e abastecimento d'água em toda sua extensão.


Álvaro Dias afirmou que nos próximos dois meses as obras na região serão aceleradas. “Sem dúvida nenhuma, essa é a maior obra já realizada na zona Norte nos últimos anos. Seis comunidades terão suas ruas drenadas e pavimentadas, dando melhor qualidade de vida para a população, resolvendo o problema da poeira e dos alagamentos e valorizando os imóveis e fomentando o comercio local”, disse.


Segunda-feira, o chefe do executivo estará indo a Brasília atrás de recursos para continuar o desenvolvimento da cidade e assim dar sequência no compromisso de entregar no mínimo duas obras por semana. “Logo que cheguei aqui no bairro, fui recebido por moradores da comunidade, que vieram nos parabenizar pelo trabalho. Isso é um reconhecimento do nosso esforço. Estamos calçando quase meio quilômetro de ruas só aqui no Nordelândia”, acrescentou.


Seis loteamentos do bairro Lagoa Azul (Nordelândia, Boa Esperança, Cidade Praia, Parque Industrial, Bom Jesus e Câmara Cascudo) são contemplados com obras de drenagem e pavimentação, com recursos de R$ 109 milhões, nos quais, R$ 32 milhões já foram executados.


O secretário de Obras Públicas e Infraestrutura, Tomaz Neto, contou que, além das ruas drenadas e calçadas, o Parque Industrial recebeu a conclusão na obra da lagoa de captação e que, no próximo mês, será iniciado um processo de aceleração nas obras para concluir dentro do prazo estabelecido. “É com muita alegria e satisfação que estamos aqui para receber do prefeito mais uma rua calçada no loteamento Nortelândia que esta praticamente concluída. A gente não anda mais em ruas de terra”, disse Aderaldo Gomes, líder comunitário.

0 comentários: