RN registra 21 focos de incêndios florestais nas últimas 24 horas


O Rio Grande do Norte registrou 21 focos de incêndios florestais combatidos pelo Corpo de Bombeiros Militar nas últimas 24 horas. De todos os casos, 12 foram em Natal e região Metropolitana, e as outras 9 no interior do estado. Um destes incêndios ainda não foi controlado. O fogo começou no início da semana e atinge uma serra em Portalegre, na região Oeste. Em razão das chamas, o governo decretou situação de emergência em Portalegre e Viçosa.

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), de outubro até esta última terça, 8, foram registrados 60 casos de incêndios florestais no RN. E, somente nos últimos três meses, já são 198 focos.

O mês de outubro, mesmo ainda nos primeiros dias, já soma número superior à soma dos meses de junho, julho e agosto. Nesse período, foram registrados 57 casos de incêndios florestais. Conforme informado pelo Inpe, apenas os números de setembro, ultrapassam os de outubro. No mês, 81 focos foram observados pelo instituto.

Segundo o CBM, o aumento nos últimos meses é devido ao último trimestre do ano ser o período mais quente, com baixa umidade relativa do ar, aumento da intensidade dos ventos e, de acordo com os bombeiros, consequentemente, mais propício ao surgimento de focos de incêndio.

Em vídeo publicado nas redes sociais da governadora Fátima Bezerra (PT), o Major do Corpo de Bombeiros, Couceiro, alertou a população para os cuidados que se deve ter neste momento para evitar que ocorram mais casos de incêndios florestais.

“Precisamos pedir a população que evite queimar lixo em terrenos baldios, além de atear fogo e jogar piúbas de cigarro e pedir também que ajudem os bombeiros neste processo de fiscalização e monitoramento. Tem dias que atendemos quase 40 casos por dia”, contou.

0 comentários: