Ouvidoria da Arsban realizou quase 1.500 atendimentos até novembro


Até o mês de novembro, a Ouvidoria da Agência Reguladora de Serviços de Saneamento Básico do Município do Natal (Arsban) realizou 1.419 atendimentos no ano de 2019. Os dados são do relatório anual do órgão, que diferenciam as assistências oferecidas e aponta que a maior busca dos usuários da capital potiguar foi por informações, o que somou 1.225 atendimentos.

Tendo como atribuição a recepção de reclamações e denúncias sobre a atuação da Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern), a Ouvidoria da Arsban tem a finalidade de mediar e aproximar o usuário do órgão estadual, realizando atendimento ao público e encaminhamentos para fiscalização dos serviços da prestadora. Segundo o ouvidor-geral da Agência Reguladora, Mário Sérgio Madruga, até o fim do mês de novembro, a ouvidoria registrou 167 atendimentos referentes ao esgotamento sanitário (93) e ao abastecimento de água (74) na capital potiguar.

Outro fator de conflito apontado pelo Ouvidor são as obras de saneamento e de manutenção dos sistemas desenvolvidas pela Caern. Um exemplo recente da atuação da Ouvidoria da Arsban foi uma reunião no qual foi recebido o representante dos moradores do bairro das Quintas, Marcílio Ribeiro Baracho, para tratar sobre uma demanda da população quanto à situação do bueiro na Rua Santa Luzia, ao qual foi solucionada no dia 3 de dezembro. Os analistas de Regulação da Agência se deslocaram ao local da denúncia, avaliaram a situação, e repassaram a demanda para a equipe de campo da Caern, que realizou o recapeamento asfáltico solicitado.

OUVIDORIA ARSBAN

Para entrar em contato com a Ouvidoria da Agência Reguladora, o usuário tem direito à ligação gratuita através do telefone (84) 0800 281 5613 e atendimento presencial, onde as solicitações são registradas em formulário próprio. Após o registro, a demanda é repassada à Caern contendo a solicitação de serviço, o Registro de Atendimento (RA) e a regional responsável (sul ou norte), com intuito de dar celeridade aos procedimentos internos da concessionária.

0 comentários: