Suspeito de matar colega em festa de confraternização na Grande Natal tem prisão decretada

A Justiça potiguar decretou a prisão temporária do suspeito de ter efetuado os disparos de pistola que matou um homem e feriram outros dois em meio a uma discussão durante uma festa de confraternização de um clube de trilhas de veículos 4×4. 

O crime aconteceu no sábado, 30, na praia de Santa Rita, litoral de Extremoz, na Grande Natal. Segundo a Polícia Civil, o suspeito foi identificado como Ailton Berto da Silva, que teria sacado arma durante a discussão, vindo a atirar a esmo. Três homens foram atingidos. Fantone Henry Figueira Maia não resistiu e morreu. 

As outras duas vítimas foram levadas aos hospitais Santa Catarina e Walfredo Gurgel, em Natal. Segundo testemunhas, Ailton e Fantone eram conhecidos, e teriam se desentendido durante a festa. O motivo da discussão, no entanto, ainda não foi confirmado.

A Polícia Civil confirmou que Ailton tem registro de posse de arma de fogo, fato que permite a manutenção da pistola apenas dentro de sua residência.Ailton ainda não foi encontrado. O caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil. Qualquer informação que leve a Polícia Civil ao suspeito pode ser repassada pelo disque-denúncia 181. A ligação é gratuita.

Agora RN

0 comentários: