Governo Bolsonaro estuda construir centro administrativo em Natal


O governo do presidente Jair Bolsonaro estuda construir em Natal um centro administrativo para centralizar as atividades dos órgãos federais com sede na capital potiguar. O local para receber a estrutura está definido: o quarteirão entre as avenidas Alexandrino de Alencar e Zacarias Monteiro, no bairro do Tirol, na Zona Leste da cidade.

Segundo Rômulo Campos, superintendente do Patrimônio da União do Rio Grande do Norte (SPU), a medida está relacionada com a economicidade, pois centralizaria os gastos públicos com contratos de serviços terceirizados – segurança e serviços gerais, por exemplo. Além disso, facilitaria a vida do cidadão, pois os serviços prestados pelos órgãos federais estariam em um único local.

“Há várias unidades federais espalhadas pela cidade. A união dos serviços resultaria na economia por ter apenas um prédio concentrando todos esses departamentos”, diz Rômulo Campos, em entrevista ao programa “A Hora é Agora”, da rádio Agora FM (97,9).

O único entrave para o início do projeto, de acordo com o superintendente do Patrimônio da União, tem nome e sobrenome: Plano Diretor de Natal. Com o ordenamento dos espaços urbanos definido pela última revisão do plano, em 2007, foi imposta tem uma restrição de gabarito de 30 metros para os prédios nas proximidades do Parque das Dunas.

Desta forma, caso não sejam feitas mudanças no gabarito, Rômulo Campos avalia que não há condições de se iniciar o projeto do centro administrativo. Ele chama atenção para o fato de que na Avenida Rui Barbosa, por exemplo, há uma grande diferença nos gabaritos permitidos de construção. “De um lado via, prédios baixos, mas do outro lado da rua tem prédios de 70 e até 80 metros de altura”, analisa.

AGORA RN

0 comentários: